Pages

quinta-feira, 16 de junho de 2011

EXCLUSIVO: BLOG DIVULGA CARTA DE MANOEL DE GENTIL

O Blog da Agência de Comunicação Educativa de São João Batista divulga agora, com exclusividade, a Carta Oficial de Manoel de Gentil. A carta foi enviada ontem para o e-mail do blog e logo depois o Blog falou com Eduardo Gomes. Confira.
CARTA DE DESABAFO DE MANOEL DE GENTIL
http://www.acessemaranhao.com.br/wp-content/uploads/2011/04/vice-prefeito.jpeg
Manoel de Gentil
"Esta foi a única forma que encontrei para me expressar. Tenho vivido dias de completo desespero e angústia diante de uma acusação descabida, que me deixa impedido de exercer minha liberdade, sendo bombardeado de acusações pelas quais já fui brutalmente afastado da minha casa, injustamente levado pela polícia diante de todos os moradores da cidade onde nasci e vivi por todos esses anos. Tenho 52 anos, sou casado há 29 anos e tenho 3 filhos, sempre morei na mesma cidade, na mesma casa e meu local de trabalho é o mesmo há três décadas. Nunca, nem eu, nem meus familiares estivemos envolvidos em qualquer processo seja ele criminal ou de outra natureza, nunca usei e nunca tive qualquer tipo de arma.
A confusão de terra que falam trata-se de uma terra que pertencia ao meu pai (Gentil Gomes) há 46 anos e nunca teve uma briga. A terra foi adquirida através de compra e dividida entre os filhos. Foi invadida em 2008 e, depois dos ocupantes perderem na Justiça, sendo que minha família obteve 5 liminares de reintegração de posse (sem nenhuma derrubada de casas ou ameaças por parte da nossa família a quem quer que seja), os ocupantes foram orientados pelo advogado da FETAEMA para alegar que se tratava de terras de quilombolas mesmo sem ser, que só assim poderiam ter chance de permanecer. Daí que a terra passou a ser pleiteada como terra de quilombo. O próprio advogado posta essa orientação em seu BLOG. Durante o processo os ocupantes não permitiam que entrássemos na propriedade. E não entramos. Ficamos aguardando por decisão judicial. Somente após o estudo técnico é que saberemos se realmente a área é Quilombola ou não.
Enquanto a questão se resolvia judicialmente, um integrante foi assassinado, e sem nenhum dado que justifique minha participação nesse crime, sou acusado de ser o financiador desse ato covarde. O que chama a atenção é que, embora existissem comentários que levassem a outras linhas de investigação, nenhuma foi considerada, a não ser esta que me incrimina e, diga-se de passagem, o inquérito policial não oferece nenhuma prova concreta de minha participação. O que me leva a pensar que este foi o caminho que pareceu mais fácil: de um lado um fazendeiro e de outro, remanescentes de quilombo. O desenho pode parecer perfeito, mas, não é. Houve um crime. Mas não fui eu que cometi. Tive minha vida revirada. Meu sigilo telefônico e da minha família foram quebrados, vivo espreitado por meses, passando por dois mandados de prisão, sem que haja nenhuma prova que mostre meu envolvimento nesse ou em qualquer outro crime. Mesmo assim continuam dizendo que foi eu que mandei matar. Na hora que saiu o Habeas Corpus, fui para uma Igreja Católica pagar uma promessa juntamente com minha família e no outro dia estava noticiado que quem mais queria me ver preso era a Pastoral da Terra, ligada à mesma Igreja. Não sei mais o que fazer. Em relação ao processo, no começo fiquei atordoado, mas achava que mais cedo ou mais tarde ia aparecer o engano. Agora já estou desesperado porque mesmo não sendo encontrada nenhuma prova que me incrimine ninguém retirou as acusações e continuam dizendo que eu mandei matar. Ninguém viu, ninguém ouviu e ninguém falou que foi eu. Parece que para esse crime só interessa se houver um mandante, e esse mandante tem que ser Manoel de Gentil. Parece que fica difícil as pessoas aceitarem a minha acusação como um erro. Como é que o Delegado vai dizer agora que não tem nada, que não tem um mandante? Como é que a Comissão Pastoral da Terra vai dizer que morreu um sem terra ou um quilombola e não foi um fazendeiro ou um mandante? Será que ninguém morre neste Estado por briga, partilha de poder por menor que pareça, por divisão de dinheiro por outro motivo qualquer? Em São João Batista morre gente quase todo dia, tem morrido trabalhador por diversos motivos e ninguém nunca se interessou em divulgar, nenhuma instituição veio aqui.
Tenho sofrido acusações por parte dos ocupantes da terra, o que tem ecoado nos meios de comunicação, de fazer ameaças aos mesmos e aos seus representantes. Solicitei ao Delegado responsável pelo caso que verificasse tais acusações. Nunca ameacei ninguém. Mas essas coisas não estão esclarecidas e o que é pior, parece não interessar. Quem foi ameaçado por mim? Como, onde e quando foram feitas essas ameaças? Ninguém responde! Sobre os tiros noticiados à casa de um dos membros da associação também dizem que fui eu. O que é isso? Que indústria de perseguição é essa? Serei agora o responsável por qualquer coisa que acontecer a essas pessoas? A polícia não achou nada que me relacionasse a esses tiros, mas foi noticiado que foi eu, saindo até na imprensa nacional (Globo Rural). O grande problema é que todos ficam pensando que o inquérito policial está corretíssimo, mas poucos já leram e quem já leu não encontra nenhuma prova. Todas as conclusões estão baseadas somente em suposições. E como as pessoas em geral só lêem o final do inquérito podem chegar às mesmas conclusões. Está funcionando mais ou menos assim: ao invés da dúvida “pró” réu como manda o Direito, está sendo: na dúvida “taca” no réu. Parece que estamos revivendo os tempos da Santa Inquisição, sem as provas devidas estou sendo julgado. Quem me conhece, sabe que essa conduta não é compatível comigo.
Eu preciso restaurar minha liberdade, nesse sentido apelo a todos os órgãos competentes: OAB, Igreja Católica (através do Bispo), Ministério Público etc. para que ouçam minha voz, minha história de vida, minha postura. Não se preocupem em fabricar heróis e vilões e sim em fazer justiça. Ao me acusarem não estão fazendo justiça; não deixem que eu seja marginalizado dentro do meu próprio Estado; considerem que há um cidadão comum que está sendo vítima de acusações graves sem provas e lembrem que não é a primeira vez que isso acontece, pessoas inocentes já até cumprirem penas.
Me ajudem a mostrar que, o que está sendo instalado na mente das pessoas é um equivoco, estou sendo punido por causa dessa morte, enquanto os verdadeiros culpados podem estar livres e meu direito de liberdade sendo sucumbido. Peço encarecidamente que leiam o inquérito policial. Tenho a certeza de que não encontrarão provas da culpa que alegam.
Com grande esperança de ter meu apelo atendido,"
Manoel de Jesus Martins Gomes

TEXTO DE ASSIS ARAÚJO: TUDO COMO DANTES NO CASTELO DE ABRANTES

http://2.bp.blogspot.com/-QjieJYOaqOs/Teo25MMyi0I/AAAAAAAAA_I/4argcP5JVUk/s1600/Assis.jpg
Ver. Assis Araújo
Abrantes é uma cidade portuguesa surgida no ano de 130 a. C., durante a invasão romana da Península Ibérica. Por decisão do cônsul Decimus Junius Brutus, também conhecido por Galego ou Galaico, foi Instalada em Abrantes uma Guarnição Militar, à margem direita do rio Tejo, onde séculos depois foi erguido um grande forte denominado Castelo de Abrantes, palco e cenário de alguns episódios da história portuguesa. Durante séculos, Abrantes foi Tomado e retomado de tropas de diversos países, entre elas, árabes, espanhóis e por último franceses, ordenada por Napoleão Bonaparte (insatisfeito com a neutralidade portuguesa diante da guerra com os ingleses). Esta sem dúvida foi à passagem histórica mais importante de todas já citadas, por influenciar diretamente na história do Brasil, pois com a decisão francesa de ocupar Portugal, fez a família real e a sua corte zarpar para o Brasil, deixando para traz apenas uma declaração do príncipe regente, que dizia em um dos trechos:


(...) Vejo que pelo interior do meu reino marcham tropas do imperador dos franceses aliado ao rei da Itália. Na persuasão de não ser mais inquietado (...) e querendo evitar as funestas conseqüências que se podem seguir de uma defesa, que seria mais nociva que proveitosa, servindo só de derramar sangue em prejuízo da humanidade, (...) tenho resolvido, em benefício dos meus vassalos, passar com a rainha minha senhora e mãe e com toda a família real para os estados da América e estabelecer-me na cidade do Rio de Janeiro até a paz geral.
Abandonada pela corte, a população finalmente reagiu dando início a luta que resultaria na expulsão dos invasores. Apesar disso, nada mudou em Abrantes, já que o castelo continuava em mãos dos franceses.
A frase “Tudo Como dantes no castelo de Abrantes”, é usada até hoje para indicar que épocas passadas, que trouxeram momentos de insatisfação e danos a um povo, permanecem vivas na memória de alguém.
Isso nos sugere fazer uma analogia obvia com o que acontece com vários Estados brasileiros e notadamente com o Maranhão, onde historicamente, a mesmice predomina claramente, mesmo sendo danosa ao cidadão de bem, que faz parte de uma classe menos favorecida, que há séculos luta sem sucesso por um ideal (utópico), em busca principalmente da liberdade, da igualdade e de outros princípios constitucionais. É fácil conferir (porque foram poucos), os Estados e municípios onde ocorreram mudanças, uma alternância de poder, por exemplo, mais que voltam em pouquíssimo tempo às mãos dos tiranos. É num estalar de dedos, às vezes via processos na justiça eleitoral, por suposta improbidade administrativa e na maioria dos casos por força e interesse políticos, ou seja, depende das mais absurdas conveniências. São João Batista e vários municípios do nosso Estado são exemplos desse vergonhoso conjunto de ações corporativas que servem apenas para fomentar esse pacto de mediocridade dos gestores públicos desse país, que nada fazem para mudar esse antigo e ultrapassado cenário. “Tudo como dantes...”




EQUIPE DE REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB

SÃO JOÃO BATISTA COMEMORA 53 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA





A cidade de São João Batista completou ontem 53 anos de emancipação política. A cidade foi fundada no dia 14 de junho de 1958.Para comemorar a Prefeitura Municipal realizou várias atrações culturais. Pela manhã iniciou a Gincana 2011 com envolvimento de 08 escolas municipais.
Secretaria de Saúde
Rally
A gincana, que foi realizada pela Secretaria Municipal de Educação, durou todo o dia e além desta atividade, a Secretaria Municipal de Saúde também fez atividades para a comunidade. Já pela tarde teve a final da gincana e as escolas vencedoras foram Ateniense em primeiro lugar, o Complexo em segundo, e em terceiro a escola de Jaqueira.
Os vencedores ganharam uma copiadora, um computador e uma rádio escola respectivamente.Depois foi celebrada uma missão e logo em seguida os presentes cantaram os parabéns a cidade. Fogos de artifícios e muita animação terminaram as comemorações aos 53 anos de São João Batista.
Ateniense
A prefeita, em entrevista ao blog, disse que estava muito feliz. "São João Batista está em festa pelos seus 53 anos de emancipação política e como encontramos o município em decadência, primeiro nós tratamos de organizá-lo e agora neste mês vamos começar a trabalhar pela cidade e no próximo ano vai ser muito melhor que este", disse a gestora Surama Soares.
Escola Raimundo Marques
Marly Sarney


Para a secretária de educação, Cleana Santos Jacinto, a cidade está de parabéns pelos seus 53 anos de idade. "Estamos muito felizes, com toda a nossa equipe da secretaria, por que todo evento que tem na cidade, sempre nós estamos a frente e a cidade só vai melhorar. Na área cultural, temos que dar condições para a cultura de São João Batista", completou a secretária.
Escola da Jaqueira
Outros eventos em comemoração aos 53 anos de São João Batista foram realizados. Como o Campeonato dos Funcionários, realizado pela Secretaria Municipal de Esporte tem como secretário Gato Dominici, a escola estadual "Dep. José Ribamar Dominici", Secretaria de Assistência Social e Saúde, Rally e outros. Fotos: Genésio Pereira.


EQUIPE DE REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB

segunda-feira, 13 de junho de 2011

SEMEC REALIZA II JORNADA PEDAGÓGICA

Surama Soares e Cleana Santos Jacinto
A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de São João Batista, realizou nos dias 09, 10 e 11 a II Jornada Pedagógica para os educadores da Rede Infantil. O encontro foi realizado na escola "José Maria Araújo" e contou com mais 200 professores de Rede Municipal de Ensino.
Durante três dias os professores passaram por treinamentos, oficinas, debates e aulas para fortalecimento da educação. No ultimo dia, a prefeita Surama Soares e a secretária de educação, Cleana Santos Jacinto se fizeram presentes. No encontro ainda teve sorteios de vários brindes para os professores.
Para a secretária de educação, Cleana Santos, os professores da educação infantil estão de parabéns. " Os parabéns não é para mim, e sim para vocês que estão aqui neste três dias de encontro. Para melhorar a educação de nossas crianças eu tenho que valorizar os nossos professores", afirmou a secretária.
Já a prefeita Surama Soares destacou o apoio que tem dado a Secretaria Municipal de Educação. "Eu tenho dado todo o apoio a secretária por que entendo que nossa educação tem que dar um salto de qualidade. Estamos fazendo de tudo para que isso se cumpra", disparou a gestora.
Segundo Cleana Santos Jacinto, nos dias 13 e 14 estará acontecendo uma gincana entre as escolas municipais e os prêmios serão computadores e uma rádio escola. Ainda de acordo com as declarações da secretária, a escola vencedora receberá uma viagem com tudo paga pela prefeitura. No final do evento foram sorteadores brindes, além de brincadeiras junicnas e uma feijoada. Mais informações na Secretária Municipal de Educação.  

fonte: agência de sjb

CÂMARA APROVA PROJETO DE CONTRATAÇÃO DE 09 MESES

A prefeita Surama Soares conseguiu mais uma vitória na Câmara Municipal de Vereadores de São João Batista. Desta vez a façanha foi a aprovação do Projeto de Contratação temporária de servidores municipais. Ontem, com plenário cheio, a câmara aprovou o projeto. A casa teve presença maciça de quase todos os contratados que estavam na Jornada Pedagógica.
Como o Blog já tinha declarado aqui, a câmara aprovou o projeto enviado pelo executivo. Segundo o projeto, que nossa equipe teve acesso, a Prefeitura Municipal de São João Batista tem contratos aprovados até o fim do ano e poderá pagar os três meses que a gestão está devendo aos contratados e ainda continuar, sem preocupação, o pagamento até dezembro. Mas quem não gostou nem um pouco da aprovação foi o Bloco Oposicionista.
Toda a Ala Oposicionista ao Governo Surama Soares votou contra o projeto de contratação temporária. Formada pelos vereadores Raimundinho Machado, Júnior de Fabrício e Assis Araújo, o grupo se mostrou forte e organizado. Nesta semana, a comissão formada por Júnior de Fabrício, Raimundinho Machado e Mecinho deu parecer contra a proposta, porém esta decisão foi derrubada no Plenário da Câmara.
Ver. Machado
Ver. Uira Dominici
Depois do parecer da comissão derrubada, os parlamentares foram para a votação do projeto. Os vereadores Rui Serra, Cabeça, Edivilson Mota, Bitinho Batata, Mecinho e Uira Dominici votaram a favor da aprovação do projeto, contra os vereadores Junior de Fabrício, Raimundinho Machado e Assis Araújo, que votaram contra a proposta.
Nossa Equipe de Reportagem ouviu os vereadores sobre a posição dos votos deles. O primeiro foi o vereador Edivilson Mota, que disse em outro momento que não votaria em nenhum projeto sem que antes a prefeita chamasse os aprovados. Perguntado sobre isso o vereador respondeu "Eu acho que a culpada por tudo isso é a justiça. Votei no projeto, mas se a justiça der ganho de causa para os concursados, os contratos serão terminados e os concursados serão empossados. Então não acho que o projeto irá prejudicar os concursados".
Já o vereador Raimundinho Machado disse a casa não está sendo respeitada pela prefeita. "Eu fui eleito para defender o povo e isso que eu tenho que fazer. A justiça já deu duas decisões a favor dos concursados, então por que a prefeita não os empossa? Por que a prefeita não respeita a justiça?. Eu apenas mantir a minha palavra que afirmei anteriormente".
Ver. Rui Serra
Já o vereador Uira Dominici afirmou "Se tivéssemos o poder da pagar alguém, já teríamos feito isso, mas nós da câmara não temos esse poder. Temos que ver os dois lados da moeda". Quem também comentou seu voto foi o presidente da casa, vereador Rui Serra. Para ele o concurso foi legítimo, porém ressaltou que a contratação não prejudicará os concursados. Os outros vereadores não foram ouvidos por que não estavam mais na casa e serão ouvidos em outra oportunidade.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

PARABÉNS AO BLOG

PRIMEIROS 02 ANOS DE EXISTÊNCIA

O Blog da Agência de Comunicação Educativa de São João Batista está fazendo amanhã, dois anos de existência. O blog já é um dos mais acessados do Maranhão e o melhor da cidade, segundo pesquisa do Blog São João Batista Oficial.
Para isso, o Fórum da Juventude lançará a Campanha Ajude a Manter o Blog da Agência de São João Batista amanhã, quinta-feira, no Centro de Convenções João Furtado Dominici. Durante todo o dia, estaremos no espaço do Laboratório de Informática.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Durante todo o dia de amanhã, estaremos publicando comentários como postagem neste blog. As mensagens deverão ser enviados como comentários e em até 00:30 será postado como matéria.

JÁ CONTRIBUÍRAM

Hoje pela manhã, estivemos nas ruas da cidade divulgando a campanha e alguns leitores já contribuíram com o blog. Todos os contribuintes serão revelados amanhã neste blog.

FAÇA SUA CONTRIBUIÇÃO

Ajude a manter o blog, ligue para a gente...

Administradores do Blog da Agência de São João Batista-MA
Jailson Mendes- (98) 84123226

Maximo Freitas- (98) 84059206

Denilson Pereira – (98) 84190606

Fernando Alves- (98) 84049885
 
 
DEPOSITE SUA CONTRIBUIÇÃO EM NOSSA CONTA
 
Faça sua doação através de nossa conta poupança...Anote ai..
 
Agência: 2628-x
 
Conta Poupança: 10771-9
 
Titular da Conta: Josef de Jesus Pires Figueiredo.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

ESCOLA ACRÍSIO FIGUEIREDO PROMOVE III PASSEATA ECOLÓGICA



A escola Centro de Ensino "Acrísio Figueiredo", promoveu nesta manhã, a III Passeata Ecológica. Com mais de 200 participantes, a passeata saiu da Praça do Viva até a Praça da Matriz. A organização do evento foi do professor licenciado em biologia pela UEMA, Joran Sergio Diniz.  







Ao longa da caminhada foram  alertando com o carro de son a população joanina sobre a preservação do meio ambiente. Pela terceira vez consecutiva, a escola promove a passeata. A passeata contou com o apoio da escola "Marly Sarney" e "José Ribamar Dominici", que formou um pelotão.  
          









A passeata saiu ás 8:00 horas da manhã de hoje e terminou na pr a Prefeitura Municipal, com discurso do organizador e alunos da escola. A população que estava nas ruas parou para prestigiar e dar sua parcela de contribuição. Mudas foram carregadas durante todo o percurso.   

quinta-feira, 2 de junho de 2011

ALUNOS DA ESCOLA ACRISIO FIGUEIREDO FAZEM PROTESTO

Alunos da Escola Acrisio Figueiredo em São João Batista-ma.  fazem protesto por causa  de alguns alunos que estão sendo prejudicado na escola  por causa do transporte .





Os alunos  saíram  da escola  até  a  secretaria de Educação  para  falar com a secretária, Cleana  Jacinto  sobre o assunto. mas não encontraram,  os mesmo prometeram volta  para conversa com a secretária.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO REBATE DECLARAÇÕES DE VEREADOR

Secr. Cleana
A secretária de educação, Cleana Santos Jacinto, durante entrevista ao jornalista Jailson Mendes, rebateu as críticas do vereador Raimundinho Machado durante a ultima sessão da Câmara de Vereadores de São João Batista, em que o parlamentar teria dito que a creche do povoado Conceição não estaria funcionando.
De acordo com a secretária a escola do povoado Conceição está tendo aulas e que a escola do Sarnambi, que é próximo do povoado Conceição, também está funcionando, mas ambas estão com professores voluntários e que a merenda chega todos os meses nestes povoados.
"Estas escolas estão, sim, funcionando. Já a creche do povoado Conceição não está funcionando por que não encontrei pessoas que queiram trabalhar voluntariamente na creche. Estamos impedidos de contratar pessoal e até agora o projeto de lei enviado pelo executivo ainda não foi aprovado", rebateu a secretária educação.
Mas a secretária ressaltou que confia muito em todos vereadores e disse que a situação irá se normalizar. "Eu acredito em todos os vereadores, sem excessão, e tenho certeza que eu posso contar com apoio de todos", completou Cleana Santos Jacinto. Mais informações no Twitter da Agência SJB.


 REDAÇÃO DA AGÊNCIA SJB

 

Foto

Foto
São João Batista

Foto

Foto
Barcos

Foto

Foto
SJB COMPO